Medidas simples para reduzir a conta de luz

09/01/2017



Aproveitando os dias mais longos, por conta do horário de verão o Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro) dá dicas para quem quer poupar. Ao contrário do que muitas pessoas pensam para poupar não é preciso abrir mão do conforto. De acordo com o Inmetro, algumas medidas simples, como trocar as lâmpadas, desligar aparelhos em stand-by e optar por produtos eficientes, são medidas eficazes.

A orientação do Inmetro ao consumidor é que, na hora de comprar os produtos, dê preferência para os aparelhos que tenham o selo de classificação do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE).

Com medidas como as citas, o consumidor pode ter uma economia média de aproximadamente R$ 894 ao ano. Esse cálculo foi feito com base em uma casa de dois quartos, com refrigerador, televisão na sala, máquina de lavar, três ventiladores de teto, um chuveiro elétrico, um aparelho de ar-condicionado e pontos de luz em todos os cômodos.

A primeira dica é aproveitar luminosidade natural durante o horário de verão, reduzindo o tempo de acendimento de lâmpadas. Trocar as lâmpadas incandescentes por fluorescentes pode gerar uma economia média de R$ 145,10 por ano, se considerarmos um ponto de luz em cada cômodo.

Se o consumidor for comprar um eletrodoméstico novo, é importante levar em conta a etiqueta de eficiência energética, com a classificação de A a E feita pelo Inmetro, sendo A o mais e E o menos eficiente.

Em alguns casos é possível comprar um produto novo somente com a economia gerada durante a sua vida útil. "Ao adotarmos uma escolha consciente, induzimos o desenvolvimento tecnológico e a melhoria do produto. No caso das geladeiras frost-free, a economia é de R$ 184 por ano. Ao final de cinco anos, o consumidor praticamente troca de aparelho com o que economizou. Comprar produtos classificados como A é sempre uma vantagem para o bolso”, ressalta Marcos Borges, responsável pelo PBE.confira dicas do inmetro para economia de energia

 

:: Voltar